Tipicamente a quebra por stress de garrafas de plástico (PET) tem Origem na base da garrafa. Existem muitos fatores que a podem originar, tais como a viscosidade intrínseca da pré-forma utilizada para formar a garrafa; o controlo dos parâmetros de arrefecimento durante o processo de moldagem; contacto com os lubrificantes da linha de produção; contacto com solventes e outros agentes de limpeza com base química enquanto nas prateleiras, etc.

O desempenho das amostras pode ser avaliado quando a base da garrafa é imersa numa solução de NaOH (Hidróxido de Sódio) que simula a falha associada com a Quebra por Stress. Antes da imersão as garrafas são enchidas com água (até ao nível de enchimento) e pressurizadas. A falha resulta numa redução da pressão ou a explosão da garrafa.

O equipamento está disponível com configuração Semi-Automática ou Automática e o cliente pode escolher entre 6 a 12 cabeças de teste.